O meu templo sagrado

Esta semana deparei-me com um post cuja imagem era caricata, mas muito pertinente.

Na imagem estava um doente numa maca a ser transportado. O maqueiro, devidamente protegido com toda aquela parafernália de proteção anti-Covid perguntava: “Tem ideia de como ficou doente?”, ao que o doente respondeu: “Vendo noticias.”

Dá que pensar, não é?

É certo que passamos por momentos únicos e extremamente desafiantes. Dificilmente imaginaríamos tal cenário fora de um écran de televisão, ou cinema. Mas agora que estamos a vivê-lo, não há como fugir.

Estar confinado em casa a trabalhar, estudar ou simplesmente estar seja porque motivo for, não facilita. Há uma tendência para ocupar o tempo de forma rápida e fácil, que recai maioritariamente na televisão. É o chamado consumo fácil, à semelhança do pronto-a-comer.

Sentar em frente da televisão a “ver as notícias”, é uma das opções mais escolhidas. Pois quem é que não quer ficar a par da evolução da situação, na esperança de ouvir uma notícia apaziguadora do sofrimento interior que a sociedade vive?

Ver, ou não ver notícias?….

Mas os media continuam iguais a si mesmos. Continuam a dar destaque às notícias mais sensacionalistas. Aquelas que causam furor nas hormonas da sociedade. Quanto mais empolgantes melhor. Infelizmente, são essas que aumentam as visualizações das mesmas…. (ai… desabafos…)

Sou a favor de se estar a par das notícias. Perceber o que se passa na nossa cidade, país e no mundo, ajuda-nos a estar presentes na vida.

Mas sou ainda mais a favor de ouvir/ler as notícias de forma consciente. Já há muitos anos que deixei de ver noticiários televisivos. Quando muito vejo uma reportagem, se o tema abordado fizer sentido para mim. De resto, ouço as notícias na rádio, em modo condensado (!) e breve, e se desejar saber algo mais profundamente, procuro na web, pois sei que os meus anjos me guiarão para a informação que necessito, ou que estou aberta a receber.

Continue reading “O meu templo sagrado”

Os altos e baixos das nossas emoções na vida actual e como lidar com eles

Bom dia com Alegria!

Começo por te pedir perdão, por ter falhado na última semana com a publicação de um post novo. As duas últimas semanas foram bastante intensas e desafiantes, o que me causou um enorme cansaço e uma imensa indisponibilidade de tempo para me sentar e escrever-te, de alma e coração.

Sim! Muitos estão a experienciar momentos desafiantes, a vários níveis. Há um vasto leque de ajustes nas nossas vidas, com todas estas mudanças que o confinamento gerou, e continua a gerar. E estas mudanças nem sempre são fáceis.

Neste post, vou trazer alguma clareza para os altos e baixos das nossas emoções na vida actual e como lidar com eles.

Pode ser o confinamento e as restrições, pode ser a mudança de estação, a astrologia e o cosmos com planetas retrógrados, eclipses solares e eclipses lunares, um sem número de factores, mas a verdade é que já dei comigo a sentir-me numa tal montanha Russa de emoções, que até já me questionei sobre a minha sanidade mental… Mas pelo que tenho ouvido, não sou a única. E tu, como te tens sentido? Também compartilhas desta onda de flutuação de humores e emoções?

Os altos e baixos das nossas emoções na vida actual e como lidar com eles

Parece que há no ar uma onda energética de mudança, de tal forma que são muitos os que começam a colocar uma série de questões em causa. Aliás, parece não, há mesmo! Sim, se é o teu caso, não estás só. Eu própria o tenho experienciado e várias pessoas têm compartilhado comigo este mesmo sentimento. Mas confia! Junt@s vamos conseguir passar por estes ajustes.

Continue reading “Os altos e baixos das nossas emoções na vida actual e como lidar com eles”

Como gerir emoções com mantras

Bom dia com ALEGRIA!

Neste post vou partilhar contigo a minha forma de como gerir emoções com mantras.

Como já deves ter percebido, eu amo os mantras. Não é a primeira vez que escrevo sobre os seus benefícios e não creio que será a última. É que os mantras contêm em si mesmo, uma fórmula mágica, que actua no nosso campo energético beneficiando todo o nosso corpo físico.

Como gerir emoções com mantras

Gerir emoções, nem sempre é fácil. Dependendo das circunstâncias, temos tendência para as esconder, ignorar, deixar para depois.

O pior é que quando fazemos isto, estamos a criar uma bomba relógio dentro de nós, pronta a explodir ao mínimo embate, ou por um motivo que nada tem a ver com a sua origem, e confessemos, que muitas vezes explode por um motivo ridiculamente irrisório.

Há dois meses atrás, passei por uma situação que me virou completamente do avesso emocionalmente. Estava de férias na Tailândia, quando ao fim da tarde recebo a notícia de que as fronteiras em Portugal iriam fechar à meia-noite (covid-19), e ou entrava em Portugal antes disso, ou tinha de ficar onde estava. Como assim???

Continue reading “Como gerir emoções com mantras”

Partir a loiça

Continuando em modo Outono, a observar a suave transição de cor na natureza, com a paisagem a mudar lentamente, perdendo cor e volume, leva-me a pensar o quão fácil, ou o quão difícil é para nós humanos, mudarmos. Será fácil libertar? Ou será assim tão complicado despirmo-nos de preConceitos?

Desde os tempos de escola que me diziam que o Homem é um animal de hábitos. OK, tudo bem, desde que sejam hábitos saudáveis. Certo? Felizmente que desde lá, muita coisa mudou e a nossa consciência também. Adquirimos uma maior sensibilidade para o que nos faz bem, e para o que nos é nocivo, num vasto leque de comportamentos Continue reading “Partir a loiça”