O amor em mim

Olá, bem-vind@!

Hoje vou falar-te de amor, aproveitando a onda das comemorações do São Valentim.

É bom celebrar o amor!

O amor deve ser celebrado todos os dias e não num só determinado dia, porque o calendário comercial assim o diz.

Se o Dia de São Valentim é um lembrete para nos chamar a atenção da celebração do amor, maravilha! Mas então, que esse lembrete seja válido e esteja bem desperto ao longo de todo o ano.

Tudo gira em torno do amor. Sabias?

Provavelmente sim, até já sabias. Mas sabias que o amor gere o nosso sistema imunitário? Sim, bem junto ao nosso coração está Continue reading “O amor em mim”

Partir a loiça

Continuando em modo Outono, a observar a suave transição de cor na natureza, com a paisagem a mudar lentamente, perdendo cor e volume, leva-me a pensar o quão fácil, ou o quão difícil é para nós humanos, mudarmos. Será fácil libertar? Ou será assim tão complicado despirmo-nos de preConceitos?

Desde os tempos de escola que me diziam que o Homem é um animal de hábitos. OK, tudo bem, desde que sejam hábitos saudáveis. Certo? Felizmente que desde lá, muita coisa mudou e a nossa consciência também. Adquirimos uma maior sensibilidade para o que nos faz bem, e para o que nos é nocivo, num vasto leque de comportamentos Continue reading “Partir a loiça”

Made in Heaven #18

Made in Heaven #18_Português

Laugh out loud just like when you were a child. Your body will thank you and your soul will rejoice.

Lembras-te de quando eras criança e davas umas valentes gargalhadas como se não houvesse amanhã? Todo o teu corpo pulsava e brilhava com essa energia vibrante.

À medida que fomos crescendo, o riso foi sendo um pouco controlado, tranquilizado, não fosse entrar em rota de colisão com alguma regra ditada pela sociedade. Para alguns, a gargalhada ou o riso foram até adormecidos, dando lugar a uma postura mais sisuda, mais “madura”, ou até mesmo para transmitir um ar mais credível a nível profissional.

Mas a verdade é que quando nos rimos de forma solta, natural e espontânea, todo o nosso corpo se move e há um conjunto de benefícios que são criados: os pulmões ao terem uma maior actividade, vão oxigenar todo o corpo, todas as células, melhorando o ritmo cardíaco e a qualidade do sangue; os músculos relaxam e libertam tensão; todo o sistema imunitário é melhorado pela produção de hormonas que produzem uma sensação de bem-estar e reduzem os níveis de stress; e ainda combate as rugas, pois os músculos da face são exercitados, tonificando-a.

Após umas boas gargalhadas, todo o teu corpo está energizado, relaxado e harmonizado, traduzindo-se numa sensação de bem-estar geral. E ao sentir-te assim, a tua alma vai rejubilar, pois não há nada melhor do que um corpo que se sente bem e feliz.

E mais! O riso é contagiante! Já experimentaste ficar ao pé de alguém que está a rir às gargalhadas, sem te rires também? Mesmo que não saibas o motivo…!

O riso e as gargalhadas são o melhor remédio (e gratuito!) para o corpo e para a alma! Já tomaste a tua dose hoje? Vamos espalhar estas boas vibes?

Baking Love!

“Baking Love”! Não, não há erro nenhum, é mesmo assim “Baking” de cozinhar e “Love”.., ora todos sabemos o que é Love!

O título é um trocadilho, uma vez que estamos em vésperas do Dia dos Namorados.

Para se namorar, é preciso ter namorado. Isto considerando que estamos a namorar uma pessoa. Sim, porque podemos “namorar” muitas coisas, quando ainda estamos naquele processo de desejar muito ter algo, mas ainda não demos o passo necessário para a adquirir.

Mas, por outro lado, para se chegar ao momento de se ter um Love na vida e construir uma relação a dois, há que nos amarmos muito, conhecermos-nos bastante bem, estarmos em paz com a nossa própria intimidade, para então criar espaço para outra pessoa entrar na nossa vida e a partilharmos com ela.

Mas neste post não vou falar de relacionamentos. Isso pode ficar para mais tarde, ou então podes espreitar este post anterior.

Neste post vou falar-te de Cozinha Mágica! Vou partilhar contigo uma receita vegan que descobri num blog que amo e vou ensinar-te a cozinhar de forma mágica, para que esta ou outra receita que queiras fazer, tenha um resultado magnifico e um sabor maravilhoso. Continue reading “Baking Love!”