Colorir os sentimentos – workshop

Olá! Como te sentes?

Hoje trago-te esta partilha,

Workshop com cores e rabiscos verdadeiramente alquímicos 

Esta é a 2 °edição deste workshop que amo e criei para ti, com imenso prazer.

É uma prática super simples e surpreendente que nos permite fazer a alquimia dos sentimentos.

Vai ser um momento “fora da caixa”, muuito descontraído e lúdico.

Este workshop não é sobre mascarar os sentimentos, dando-lhes as cores que queremos.

É exatamente ao contrário!

A alquimia dos sentimentos dá-se de forma intuitiva e natural.

São as cores e os traços que te vão mostrar qual o caminho para os transmutares. 

E qual a mensagem que te trazem.

E apesar de seres tu a transpores os sentimentos para o papel, é o teu espírito que irá guiar-te de forma suave e muito sábia em todo o processo.

Permite-te a um momento de pura magia e muita descontração.

Este workshop é a melhor ferramenta que podes adquirir, para a mestria de ti própri@ através dos sentimentos.

  • Empoderamento pessoal
  • Autoconhecimento
  • Autoconfiança
  • Clareza
  • Desenvolvimento da intuição
  • Amor próprio
  • Foco
  • Criatividade em momentos desafiantes
  • Tranquilidade
  • Bem-Estar

É o que podes receber com este workshop.

Vai ser uma tarde muito transformadora e descontraída.

Tenho a certeza que vais amar participar!

Quando: 4 de dezembro

Duração: 3 horas (15h00 às 18h00)

Para quem: todos dos 12 aos 99 anos

Local: Paço de Arcos

Valor (2 modalidades):

modalidade A – 44€ com oferta de material, para continuares a criar momentos mágicos

modalidade B – 35€ traz os teus lápis de cor preferidos, ou empresto-te os meus

Inscrições até dia 1 de dezembro

Indicado para: 

Todos dos 12 aos 99 anos

E crianças a partir dos 

5 anos, acompanhadas por um adulto

NOTA ESPECIAL:

Se a tua criança (dos 5 aos 11) quiser vir participar contigo, será muito bem-vinda!

Acredito que será um momento de criação de vínculos ainda mais especiais, entre vós.

Valor especial 1 criança + 1 adulto: 44€ com 1 pack de material incluído 

(a criança é oferta minha – só tem de trazer os seus lápis de cor preferidos)

Queres participar?

Clica aqui neste link e inscreve-te.

Também podes enviar-me mensagem aqui

para saberes as próximas datas deste workshop 

ou ainda

para agendarmos 

um evento privado e muito divertido em família (min. 2 pessoas)

ou para um grupo em Team Building, num momento altamente transformador e benéfico para todos.

Se não estás na zona de Lisboa, podes desafiar-me a ir até à tua localidade,

ou em alternativa, também existe a possibilidade de fazermos um evento on-line.

Tu escolhes!

Valores sob consulta para grupos

Clica nos links a seguir, para veres o feedback dos participantes da 1ª edição: Facebook ou Instagram

Até já!

Com amor,

Colorir os sentimentos - workshop_1

Colorir os sentimentos – workshop

Colorir os sentimentos é um workshop onde vamos fazer a alquimia dos sentimentos de forma muuito descontraída e lúdica.

Em diversas situações somos confrontados com Emoções, Sentimentos, Conflitos, Contrariedades que quando não são bem geridos, transformam-se em bloqueios.

Esses bloqueios podem impedir-nos de

Sermos felizes e realizados

Avançar na vida

Amarmos e permitirmo-nos ser amados

Brilharmos

Estarmos em paz

e acima de tudo

Termos uma excelente saúde

Neste workshop vais identificar de forma gentil, um sentimento ou crença que te incomode ou te faça sentir limitad@

e

Através de uma prática simples de meditação e auto-observação vais conseguir desconstruí-lo e fazer a sua alquimia, através das cores no papel.

Vai ser um momento muuito descontraído onde vou guiar-te a desmistificares o “monstro dos sentimentos”, de uma forma muito lúdica e receberes uma ferramenta de empoderamento pessoal.

Ah!… E não é preciso saberes desenhar ou pintar!

Este workshop foi criado para que a alquimia dos sentimentos aconteça de um modo muito natural e fluido, assim como a vida deve ser.

Sentiste que é para ti?

Ou inscreve-te enviando-me uma mensagem aqui neste link

Conheces alguém que está mesmo a precisar disto? Convida-@!

Vai ser uma tarde muito transformadora e descontraída e acima de tudo, um momento muito empoderador.

Quando: 5 de novembro

Para quem: dos 12 aos 99 anos

Duração: 3 horas (15h00 às 18h00)

Local: Paço de Arcos

Valor: 44€ (material incluído)

Inscrições até dia 1 de novembro

Até já com amor,

Colorir os sentimentos_1

Iniciações de Reiki – próximas datas


Hoje partilho contigo as datas das próximas Iniciações de Reiki Usui Tibetano:

Iniciações de Reiki - próximas datas_2

Uma iniciação de Reiki é dos momentos mais belos que podem surgir na nossa vida. 

Para mim foi, e continua a ser a cada nova Iniciação que facilito.

Há sempre um novo deslumbrar, com as transformações que ela proporciona, como se fosse a primeira vez.

❀ Começa com um verdadeiro “Despertar” para a vida (1º nível), através do despertar da nossa consciência

❀ Seguido da “Transformação” interior (2º nível) que nos leva a descobrir, a imensa capacidade natural de cura existente em nós 

❀ E ainda a “Realização” (3º nível) de que em nós há um mestre interior, capaz de resgatar potencialidades e dons pessoais, levando-nos a contribuir para a elevação da vibração planetária.

Em cada um destes workshops, vais receber a Iniciação através do Reiki para o teu caminho de auto-descobertacura e expansão dos teus dons naturais.

Começa a mudança que tanto desejas desde o lugar mais importante, o Teu Ser.

Se queres saber mais sobre o que cada nível de Reiki te pode oferecer, clica nestes links para acederes ao meu Facebook ou Instagram, ou envia-me uma mensagem.

Terei todo o prazer em disponibilizar-te a informação necessária.

➝ Para mais informações e inscrições, contacta-me aqui.

➝ Todos os workshops são presenciais.

➝ São feitos ao teu ritmo e possibilidade.

➝ Tu escolhes quando estás pront@ para dares o próximo passo, no caminho da tua evolução.

O Reiki é reconhecido e recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Valores:

1º Nível 88€

2º Nível 111€

3º Nível 160€

Horários dos workshops: das 10h00 às 19h00, com 1h30 para almoço.

Local: Paço de Arcos

Com amor,

Iniciações de Reiki - próximas datas_3

O dia em que fiz as pazes com Deus

Fui educada na religião católica. Batizada, primeira comunhão, crisma…. percorri, por assim dizer o percurso todo. O meu pai, foi educado num convento. Ali estudou até à idade adulta, mas tirando o meu casamento, não me lembro de o ver a frequentar a igreja (o que sempre me espantou, mas no entanto, nunca me contou a razão).

Cresci a pensar que tínhamos de ser muito bons, senão Deus castigava e íamos para o inferno. Na catequese, foi-me ensinado que era necessário haver a prática de confessar regularmente os meus pecados a um padre, para me purificar. Lembro-me de em vésperas de festividades, sempre que havia o tal momento da confissão, ter imensa dificuldade em enumerar os meus pecados. Pensando bem… qual será a criança que tem assim pecados para confessar?…

Ao crescer, comecei a perceber que as pessoas que iam à missa e que tinham um comportamento exemplar na igreja, cá fora nem sempre se passava o mesmo. Lembro-me inclusive de assistir a atitudes de julgamento e desrespeito por um ser humano, geradas pelo próprio padre em plena celebração da missa.

Zanguei-me com o padre. Zanguei-me com a igreja. Estava na adolescência e deixei de ir à missa. Voltei uns anos mais tarde, pelas mãos de amigos que pertenciam ao grupo de jovens da igreja, com a promessa de que o novo padre era fixe. Cheguei a cantar no coro da igreja. Mas o tal bichinho que se revolvia com algumas situações, ainda estava dentro de mim e causava-me comichões.

Casei pela igreja, eduquei os meus 3 filhos mais velhos na religião cristã. Ia à missa e até consegui convencer o meu marido a ir também (coisa que não fazia desde a infância). Mas houve um dia, em que me cansei de ouvir sempre o mesmo nas homilias: que nunca somos bons o suficiente; que Deus castiga; que o inferno e o purgatório são uma coisa horrível para quem não cumpre as regras (da igreja).

Zanguei-me de vez. Deixei de ir à missa. Zanguei-me com Deus por permitir que dentro da sua igreja houvesse pessoas que fazem mal a outras. Zanguei-me com Deus por julgar e punir. Que Deus mau é este? Não quero isto para mim, disse eu na altura.

Dentro de mim sempre houve algo que me dizia, que não podia ser assim tão mau, aquilo que a igreja me transmitiu. Que essa coisa da serpente, da culpada da Eva por ter dado ao Adão a maçã do paraíso, e da sentença do “parirás com dor”, era demasiado violenta e corrosiva.

Continue reading “O dia em que fiz as pazes com Deus”

Como usar as cores mais apropriadas no dia a dia – a forma como nos influenciam e criam o ambiente à nossa volta

Bom dia com ALEGRIA!

Já alguma vez apreciaste com todo o teu ser, as cores que te rodeiam? Todas elas?

E sabias que elas têm uma linguagem muito própria, que comunica connosco e com tudo o que nos rodeia?

Neste post vais descobrir como usar as cores mais apropriadas no teu dia a dia e a forma como nos influenciam e criam o ambiente à nossa volta, habilitando-te a criares melhores resultados e efeitos mais concretos, de acordo com o que desejas manifestar.

De certo já ouviste falar na cor das cuecas que se usam na passagem de ano, e no significado que elas podem ter. Nesse momento específico, em que transitamos para um novo ano e queremos atrair coisas boas para a nossa vida, há quem tenha um cuidado especial, na escolha da cor das cuecas que vai usar. É assim criado um ritual simples para atrair uma determinada energia, no novo ano.

Então, porque não fazê-lo durante todo o ano? Não só com a escolha da cor das cuecas, mas com toda a roupa, acessórios, e até mesmo com as cores com que decoramos a nossa casa, a escolha da cor do carro… e muito mais.

Continue reading “Como usar as cores mais apropriadas no dia a dia – a forma como nos influenciam e criam o ambiente à nossa volta”

Concluir e avançar

Com o aproximar do final do ano, temos tendência a olhar para trás e fazermos uma espécie de balanço sobre o que desejávamos obter, o que conseguimos atingir e o que não foi concluído, para depois lançarmos sementes para o próximo ano. Mas este final de ano é ainda mais especial para esta prática, pois é o final de uma década.

Durante 10 anos, muita coisa muda. Mudamos nós, muda a nossa energia, muda o mundo à nossa volta. Aquele que éramos há dez anos atrás, poderá ser tão diferente daquele que somos agora, que ter dificuldade em reconhecermo-nos, é perfeitamente normal.

Uma década de mudanças

Continue reading “Concluir e avançar”