O ano em que mudamos, ou ficamos para trás

Bom dia com ALEGRIA!

Os acontecimentos dos últimos dias deixaram-me sem palavras. Estive vários dias até conseguir articular dentro de mim, uma imagem sobre o momento (mais um) de mudança, que todos atravessamos.

Sim. Falo da América, e sim, falo da morte de George Floyd.

Não me identifico com “quadrados pretos”, nem “blackouts”. Desde os tempos de escola que sou fiel à teoria de que a cor preta é ausência de cor, enquanto a cor branca contém todas as cores do espectro do arco-íris. E o termo “blackout”, pelo menos para mim, significa ausência de luz.

Apesar de me sentir consternada com o que aconteceu, e sem palavras para exprimir o que sentia, publicar um quadrado “sem cor” nas redes sociais, não ia demonstrar a totalidade da minha incredulidade, nem tão pouco, a minha total incapacidade de compreensão sobre o que aconteceu. Não compreendo e acho que nunca irei compreender o que se passou. Mas de uma coisa eu estou certa, este é mais um momento de mudança nas nossas vidas, em que temos de ter a coragem para fazer muito mais, mas acima de tudo, fazer diferente. E ficar em silêncio, não é o caminho.

Continue reading “O ano em que mudamos, ou ficamos para trás”

Aprender com os novos Mestres

Já reparaste em todas as mudanças boas que surgem neste mundo em que vivemos? Já te apercebeste que a evolução está muito, mas muito para lá da tecnologia e de tudo o que é palpável?

Das coisas mais maravilhosas e desafiantes que tenho na minha vida, é a criança que dei há luz há 4 anos. É o quarto ser que dei há luz, com diferença de 17 anos do irmão mais novo.

Sim, é uma criança como muitas outras. É um filho que nasceu de mim, como os outros três filhos mais velhos. Mas isto é o que se vê exteriormente. Porque lá por dentro, no seu mundo emocional e sensitivo, tudo é tão, mas tão diferente Continue reading “Aprender com os novos Mestres”