O amor em mim

Olá, bem-vind@!

Hoje vou falar-te de amor, aproveitando a onda das comemorações do São Valentim.

É bom celebrar o amor!

O amor deve ser celebrado todos os dias e não num só determinado dia, porque o calendário comercial assim o diz.

Se o Dia de São Valentim é um lembrete para nos chamar a atenção da celebração do amor, maravilha! Mas então, que esse lembrete seja válido e esteja bem desperto ao longo de todo o ano.

Tudo gira em torno do amor. Sabias?

Provavelmente sim, até já sabias. Mas sabias que o amor gere o nosso sistema imunitário? Sim, bem junto ao nosso coração está Continue reading “O amor em mim”

Partir a loiça

Continuando em modo Outono, a observar a suave transição de cor na natureza, com a paisagem a mudar lentamente, perdendo cor e volume, leva-me a pensar o quão fácil, ou o quão difícil é para nós humanos, mudarmos. Será fácil libertar? Ou será assim tão complicado despirmo-nos de preConceitos?

Desde os tempos de escola que me diziam que o Homem é um animal de hábitos. OK, tudo bem, desde que sejam hábitos saudáveis. Certo? Felizmente que desde lá, muita coisa mudou e a nossa consciência também. Adquirimos uma maior sensibilidade para o que nos faz bem, e para o que nos é nocivo, num vasto leque de comportamentos Continue reading “Partir a loiça”

Made in Heaven #26

Made in Heaven #26_Port.png
Within you there is an immense sky full of stars. Each one contains the answer you are searching for. Discover it in your inner silence.

Muitas vezes temos dúvidas, incertezas, inseguranças sobre o que queremos ou devemos fazer. Se este é o melhor caminho, se esta é a atitude correcta, se esta é a escolha acertada, devo ou não fazer isto… a lista de possibilidades é imensa e por vezes consegue gerar uma tal energia de bloqueio, que se transforma em complicações e atrasos naquilo que estamos a planear fazer. É como se fossemos obrigados a fazer uma pausa, porque nada parece avançar.

Na maioria das vezes, esta “pausa” é o universo a perguntar-nos se estamos preparados para o próximo passo. Queremos seguir em frente com a vontade do nosso coração? Ou, estamos mesmo dispostos a dar asas à nossa paixão e a colocar em prática aquilo que nos faz vibrar e ficar em êxtase? Quando encontramos as energias da alegria e da paixão a pulsarem dentro de nós, tudo fica mais claro, brilhante e tudo faz mais sentido.

O problema é quando começamos a dar ouvidos às duvidas e receios de quem está ao nosso redor, formuladas através de opiniões solicitadas, ou nem por isso. Então, essas dúvidas passam a ser as nossas e começamos a questionarmo-nos sobre a veracidade do nosso propósito, e a lista dos “se” começa a crescer. A verdade, é que esses receios que ouvimos são nada mais, nada menos que os nossos medos interiores espelhados nas palavras dos outros.

É neste momento, que devemos parar e escutar o que diz o nosso interior. Escutar o coração, pois ele sabe sempre o que é melhor para nós. Quando nos permitimos a parar e a sermos totalmente sinceros connosco, sem julgamentos, deparamo-nos com um céu imenso cheio de estrelas, em que uma delas contém a resposta para aquela questão que tanto nos tem incomodado. Ao abrirmo-nos humildemente para este infinito céu, compreendemos o que é importante para nós, e o que é que na realidade nos está a impedir de avançar. É aqui que a tal estrelinha brilha e então faz-se luz na nossa vida.

Quando tiveres uma questão que te ocupe demasiado os pensamentos e te faça sentir estagnad@ ou bloquead@, fica uns momentos em silêncio; procura o teu céu interior e deixa-te guiar pela luz dessa estrelinha especial. Ela sabe qual o melhor caminho.

Sempre que seguimos o nosso coração, com a intenção de fazermos o bem e sem prejudicar ninguém, nem a nós, nem ao que nos rodeia, o universo coloca em movimento tudo aquilo que necessitamos para que o nosso propósito se manifeste.♡