Sentir conforto no desconforto

Bom dia alegria!

Desejo que te encontres bem, assim como todos aqueles que amas.

Hoje partilho contigo um tema simples, no entanto desafiante e pertinente.

Sentir conforto no desconforto…. Como será possível alguém sentir-se confortável numa situação desconfortável? Será que é mesmo possível?

É isso que vamos descobrir aqui hoje. Vem comigo!

Sentir conforto no desconforto

Quando vivemos uma situação desconfortável e não temos como a evitar, o que fazemos? Fugimos? Ignoramos? Ou aceitamos que esta situação que está à nossa frente, traz com ela uma lição para aprendermos?

Muitos de nós irão ignorar e tentar fugir dela, arranjando desculpas. Mas pelo que já aprendi, tudo aquilo que é desconfortável e ignoramos irá voltar novamente, um dia mais tarde sob uma outra perspetiva, até que decidamos enfrentar a situação e evoluir com ela.

Repara no exemplo da flor. Já alguma vez viste uma flor surgir na natureza totalmente desabrochada, plena à luz do sol? Não… claro que não.

Toda a flor nasce de uma semente que foi largada ao solo, coberta de terra (por vezes também pedras) e deixada na escuridão. Ela desafiou o peso da terra, a falta de rumo a seguir, confiando abertamente, para espreitar cá para fora e descobrir a luz do dia. Atreveu-se a crescer e a elevar-se, expondo a sua fragilidade aos elementos da natureza. Permitiu-se gerar pequenos botões, que abrindo lentamente revelaram umas pétalas amachucadas, tortas, que com o tempo se alongaram, desenvolveram e mostraram toda a sua beleza.

A incerteza do desconhecido como parte da evolução

Muitas vezes damos por nós em situações que nos são desconfortáveis e que nos levam por caminhos que desconhecemos, não entendemos o seu propósito, nem tão pouco sabemos por onde devemos ir. É doloroso e é desafiante perceber que há coisas que não controlamos, e que logo quando tudo parecia estar bem encaminhado, de repente desmorona e entramos em território desconhecido.

Mas agarrarmo-nos à dor e ao sofrimento não nos leva a lado nenhum.

Os momentos desafiantes que vivemos fazem parte de uma onda evolutiva. Antes de estarmos na parte debaixo da onda, já estivemos lá em cima no topo. Então, no momento em que nos encontrarmos em baixo, podemos sentir a dor, o desconforto, mas por outro lado se queremos ultrapassar esta fase menos boa, é importante desapegarmo-nos das questões do género “porquê eu”, “porquê agora”, “como vai ser daqui para a frente” e confiar que esta fase irá também passar.

Quando libertamos as amarras que nos prendem ao sofrimento e às dúvidas, criamos um momento de vazio que irá abrir espaço para as respostas com a solução para o novo crescimento, se manifestarem. Todo o momento de dor, sofrimento e incerteza é uma espécie de antecâmara para um novo crescimento.

Há uns anos atrás, passei por uma cirurgia delicada que me debilitou muito, fisicamente e emocionalmente. Entrei numa fase negra onde me perguntava diariamente porquê eu, porquê agora, como irá ser daqui a uns anos. Foram uns meses penosos, onde a dor física e as limitações de mobilidade eram uma presença constante. Mas veio o dia em que “do nada”, a luz apareceu e eu percebi que ficar naquele baixo drama de vitimização não me ia levar a nada. Eu tinha de recuperar a minha boa forma e mobilidade! Deixei de me preocupar com o futuro, ou de fazer comparações com o passado, e passei a acolher com amor todas as minhas pequenas conquistas diárias.

O conforto que vem com a aceitação

E foi aqui que se deu o ponto de viragem. Ao aceitar a minha condição presente, vivendo cada dia como uma pequena vitória, saí da parte de baixo da onda, para voltar novamente a subi-la.

Deixei de olhar para o Eu que tinha sido e aceitei o meu novo Eu, que se estava a formar. Cerca de um ano após a cirurgia, deu-se o meu nascimento para o Reiki e todo o meu desenvolvimento espiritual como terapeuta holística. A dor física desapareceu, mas de vez em quando aparece como se me quisesse recordar que há coisas/comportamentos que não são para serem repetidos.

Quando estiveres a passar por um processo de dúvidas, dor ou sofrimento, liberta as questões e os medos. Aceita e abre todo o teu ser para aquilo que o universo quer manifestar através de ti, para teu benefício, cura e evolução.

Descobre em cada desconforto, o ponto de equilíbrio para te sentires confortável, vivendo cada dia como uma dádiva, sentindo imensa gratidão mesmo que seja por um pequeno momento que tenhas vivido nesse dia.

Sente-te como a flor que abre cada pétala, uma após outra, sem pressas nem receios, aceitando e desfrutando em cada momento a sua beleza e luz única. Verás como afinal sempre é possível sentir conforto no desconforto.

A prática de Reiki e a meditação ajudam-nos a mantermo-nos focados naquilo que é realmente importante e benéfico para o nosso bem-estar. Descobre como criares com facilidade os teus momentos de paz e conforto no desconforto, através destas práticas de desenvolvimento pessoal.

Fica atent@ às datas das próximas iniciações de Reiki, ou se quiseres, também é possível receberes a iniciação em modo privado, basta para isso contactares-me e agendarmos uma data.

Se por outro lado, não sabes o que é e nunca experimentaste uma terapia de Reiki, podes agendar a tua sessão aqui. Só experimentando irás perceber, todo o potencial que uma terapia holística te pode oferecer.

Agradeço a tua presença aqui no blog e desejo-te uma semana luminosa em que consigas sentir conforto no desconforto.

Com amor,

Sentir conforto no desconforto_2

As tuas palavras são bem-vindas. Deixa um comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s