Como gerir emoções com mantras

Bom dia com ALEGRIA!

Neste post vou partilhar contigo a minha forma de como gerir emoções com mantras.

Como já deves ter percebido, eu amo os mantras. Não é a primeira vez que escrevo sobre os seus benefícios e não creio que será a última. É que os mantras contêm em si mesmo, uma fórmula mágica, que actua no nosso campo energético beneficiando todo o nosso corpo físico.

Como gerir emoções com mantras

Gerir emoções, nem sempre é fácil. Dependendo das circunstâncias, temos tendência para as esconder, ignorar, deixar para depois.

O pior é que quando fazemos isto, estamos a criar uma bomba relógio dentro de nós, pronta a explodir ao mínimo embate, ou por um motivo que nada tem a ver com a sua origem, e confessemos, que muitas vezes explode por um motivo ridiculamente irrisório.

Há dois meses atrás, passei por uma situação que me virou completamente do avesso emocionalmente. Estava de férias na Tailândia, quando ao fim da tarde recebo a notícia de que as fronteiras em Portugal iriam fechar à meia-noite (covid-19), e ou entrava em Portugal antes disso, ou tinha de ficar onde estava. Como assim???

Primeiro era fisicamente impossível regressar a Portugal antes da meia-noite, atendendo à diferença horária. Só de jacto privado, e mesmo assim…

Segundo…. Uma coisa é eu querer estar de férias num lugar, outra completamente diferente, é obrigarem-me a ficar lá.

Lembro-me de achar que devia ser uma espécie de sonho marado, e que aquilo não estava realmente a acontecer. Comecei a entrar numa espiral de emoções de medo e tristeza, que raiavam o pânico.

Eu e o meu marido, na brincadeira (e isto é também uma forma de gerir emoções) imaginávamos soluções alternativas no caso de termos de ficar na Tailândia. Imaginávamos onde poderíamos ficar, e o que iríamos continuar a fazer, com todo aquele paraíso à nossa disposição.

Mas, impedirem a minha livre escolha de ir para onde quero, e acima de tudo, afastarem-me da minha família, é um ponto super delicado no meu ser.

Normalmente sou bastante calma, e consigo dar a volta por cima com facilidade, mas naquele momento, lembro-me que alternava com bastante facilidade entre o pânico e a tristeza, em modo silencioso, para que ninguém desse conta, nem mesmo o meu marido. E volto a dizer, esta pode não ser a melhor forma de gerir emoções, mas por vezes temos de manter uma calma aparente, para que o “nosso barco” continue a navegar “tranquilamente”.

O importante é saber que elas, as emoções, devem ser libertadas nalgum momento, para que os bloqueios não aconteçam. Emoções são energias, que quando acumuladas geram matéria, ou seja, doenças no corpo físico.

O meu processo de limpeza emocional

A minha enorme sensibilidade faz-me sentir, com facilidade, a energia que está à minha volta. Umas vezes isso é bom. Na maioria das vezes, é! Mas quando eu própria estou num processo de gerir emoções descontroladas (as minhas), torna-se demasiado duro. À nossa volta no hotel, sentia-se um pânico crescente. Lembro-me que no fim do dia, fui para o banho e deixei cair a água do chuveiro sobre a minha cabeça, cara, corpo e comecei a cantar um mantra a Oshun.

Oshun é a deusa das águas. Das águas doces do rio, que se encaminham para o mar. Ela acompanha docemente as águas, para que sigam o seu livre fluxo, com suavidade até atingirem o seu destino.

A água é o símbolo das emoções, mas também é o elemento que representa o medo, na medicina chinesa.

Usar a água do banho para purificarmos as nossas energias, é das formas mais fáceis e rápidas de o fazermos. Basta colocarmo-nos debaixo do chuveiro, imaginando que estamos sob uma cascata de água que limpa e purifica.

Assim fiz, e cantei:

Oshun, lava meus olhos, Oshun, meu coração (repete)

Oshun flor das águas, lava meu coração, lava meu coração, lava meu coração.

Experimenta ouvir aqui este mantra.

Normalmente, este é um processo com efeito imediato e que resulta numa excelente forma de saber como gerir emoções com mantras.

Cada vez que necessito de me purificar, seja porque estou mais tensa, seja porque necessito de libertar carga energética que não é minha, esta é a minha forma de eleição para gerir emoções com mantras (ou mesmo sem mantras), simplesmente colocando uma intenção de limpeza na água do banho. A utilização de um mantra escolhido intensionalmente, vai ampliar a função energética da acção.

 Mas desta vez, não foi suficiente…

A “minha” noite correspondia à tarde em Portugal, e na expectativa de receber boas notícias, ou uma alternativa válida para o nosso regresso a casa, deixei o telemóvel com a internet ligada. Eu sei, eu sei…! Péssima escolha. Mas a finalidade justificava.

Resultado… não dormi. Entre notificações, email da agência, e um telefonema da mesma, a minha noite foi em claro. Sem contar com os pensamentos que me invadiam….

Recorri, mais uma vez a um mantra que me ajuda imenso, quando preciso de aclarar ideias e que afasta o que não me serve. É um verdadeiro afasta bloqueios! Pois ajuda-nos a chegarmos onde queremos (mesmo que seja apenas o desejo de uma noite tranquila de sono), removendo os obstáculos presentes:

Om Gum Ganapatayei Namaha

Neste post, podes aprofundar este mantra.

Naquela noite, achei que o mantra não estava a fazer o efeito que pretendia: dormir. Mas a verdade, é que eu estava mais focada em regressar a casa, do que em dormir. E se há uma coisa que o universo tem de bom, é que nos serve sempre da melhor maneira possível, oferecendo-nos o que necessitamos.

Sem o perceber naquele momento (porque só queria mesmo era dormir e descansar um pouco), eu estava a tecer as energias para poder regressar a casa, pedindo ao universo, através deste mantra, que todos os obstáculos fossem removidos, nesse sentido.

Continuei o processo de limpeza no mar

Na manhã seguinte, estava de rastos. Desatei a chorar de cansaço à frente do meu marido. O cansaço é um péssimo ajudante para gerir emoções. Mas sabias que ao nos permitirmos ser frágeis, é uma forma de enfrentar e acolher os nossos sentimentos? Ao sermos autênticos estamos a baixar barreiras e defesas, permitindo que a cura aconteça.

Decidimos que iríamos passar o dia como se nada estivesse a acontecer, pois na realidade nada mais havia que pudéssemos fazer. E fomos à praia.

Às 07h30 estávamos no mar. Deixei-me ficar dentro de água sozinha a ver o sol aparecer por cima das árvores. Cada vez que entro no mar, cumprimento Iemanjá, a deusa do mar. O mar é a minha segunda casa, e gosto de cumprimentar a rainha dos mares, Iemanjá, pedindo que as suas ondas me acolham com amor, retribuindo-lhe eu também o meu amor e respeito pelos oceanos e a vida que neles existe.

Deixei-me dissolver. Mais uma vez chorei e entreguei todas as minhas tristezas, frustrações, medos, fundindo-me com o mar. E cantei. Cantei com a minha alma e o meu coração a Iemanjá, por mim e por todos aqueles que como eu, estávamos na eminência de ficarmos fora dos nossos países, das nossas casas e famílias, sem sabermos o que viria depois.

Yemaya Assessu, Assessu Yemaya, Yemaya olodo, Olodo Yemaya

Este mantra é a celebração da reunião da água dos rios ao oceano. Como o fluir da vida, e a vida que existe em cada um de nós, é o encaminhar das águas de regresso a casa. Iemanjá é considerada em muitas culturas como a deusa mãe que deu origem a todos os deuses. É a mãe que nos nutre, concedendo-nos o tempo que necessitamos para nos cuidarmos, recebendo todo o amor, olhando pela família, e pelas nossas emoções.

Deixei-me ficar em meditação, numa posição meia sentada, a boiar naquelas águas mornas e tranquilas, como se estivesse num colo de mãe. Recordo que vi muitas luzinhas cor de rosa. Eram pequenos pontos luminosos, afastados uns dos outros e que aos poucos começavam a juntar-se. Aqui soube que ia ficar tudo bem, e a minha vibração mudou radicalmente de medo, para confiança plena.

Durante todo este processo, e mesmo nos picos de maior turbulência emocional, houve um mantra pessoal que eu mantive sempre: “Eu entro em minha casa na sexta-feira de manhã.”

Sexta-feira de manhã, era a data prevista para o nosso regresso se tudo estivesse em estado “normal”.

Acreditar num desfecho feliz, sempre

Apesar de muitas vezes nos ter parecido que o nosso regresso a casa seria complicado, ou até duvidoso de acontecer, estes foram os 4 mantras que mantive sempre comigo. Sempre que me sentia instável emocionalmente, repetia-os inúmeras vezes.

Foram eles que me ajudaram a gerir as minhas emoções, e a manter-me focada no meu firme propósito de regressar a casa e à minha família. E sabes que mais? Apesar de termos o voo de ligação para Lisboa cancelado, foi no aeroporto que as alternativas apareceram. Tudo fluiu a nosso favor, como um verdadeiro milagre de manifestação do divino. Entrámos em nossa casa, na manhã de sexta-feira, como previsto e com imensa gratidão no coração.

Se quiseres desbloquear emoções, mesmo que elas tenham raízes muito antigas, sabe que em terapia podemos compreendê-las e dissolvê-las, devolvendo leveza e tranquilidade à tua vida. Marca aqui a tua sessão comigo (de momento só online) e permite-te usufruir de uma vida mais presente e harmoniosa.

Desejo que este post sobre como gerir emoções com mantras te tenha inspirado, e acima de tudo que te ajude a encontrares o teu equilíbrio emocional, sempre que necessites.

“Quem mantra, seus males espanta.” 😉

Agradeço a tua presença e desejo-te uma semana cheia de boas energias.

Com amor,

Como gerir emoções com mantras_assinatura

2 thoughts on “Como gerir emoções com mantras

  1. Obrigado Teresa fiz hoje o ritual com os paus de canela e as pétalas de rosa e adorei, sinto-me já melhor. Tenho estada bastante tensa e cansada, já me sinto mais relaxada.
    Aproveitei e dei também uns passos descalça no meu jardim e soube muito bem.
    Depois fiquei a contemplar a lua cheia que está linda. Obrigada por esta preciosa ajuda.

    Liked by 1 person

    1. Que bom Cláudia! Que lindo!!! Este ritual do banho é mesmo uma maravilha ❤️ Aliás, são todos, mas eu amo este em especial. Grata pela tua partilha 🙏🌸

      Gostar

As tuas palavras são bem-vindas. Deixa um comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s