Tomar um banho frio

Hoje venho partilhar contigo algo que de início foi para mim desafiante, mas que hoje faz todo o sentido e me ajuda a sentir muito melhor e com mais vitalidade.

E como este é um blog de partilha, onde o meu desejo de te inspirar a viveres uma vida mais plena, mais feliz e acima de tudo mais saudável é uma constante, hoje trago-te o tema “Banho Frio” e os seus muitos benefícios.

Como tudo o que é demasiado diferente do habitual e nos faz sair da nossa zona de conforto, nem sempre é fácil de integrar no dia-a-dia, vou deixar-te também umas dicas para que esta prática se torne mais fácil e possas usufruir em pleno de todo o bem-estar que ele proporciona.

Banho frio é um ritual que me ensinaram há muitos, muitos anos atrás. Quase vinte anos, mesmo! E só hoje percebo o que andei a perder…. Mas hoje, também sei que tudo tem um timing perfeito para acontecer nas nossas vidas. E hoje, agradeço esta sabedoria anciã, cujo ritual é um estímulo maravilhoso para todo o nosso corpo.

Enquanto estudava medicina chinesa, tive uma professora chinesa fantástica que dizia que os europeus faziam tudo ao contrário do que devíamos em prol do nosso corpo. Segundo a sabedoria milenar da medicina chinesa, um corpo são tem a cabeça fria e os pés quentes. Quando tomas banho, o que costumas fazer? Água quentinha na cabeça e água fria nos pés (e já agora pernas, para uma melhor circulação sanguínea) é algo comum, certo? Para mim era certo, até há uns tempos atrás.

Por volta da mesma altura, lembro-me que tinha um professor de Tai Chi, cinco estrelas, que era adepto do banho frio, mesmo de inverno. Cruz credo!!! Inverno…, frio…, água fria…? Nunca. Jamais!

Pois é, mas como o Universo nos oferece sempre uma segunda oportunidade de aprendizagem, este ano as minhas redes sociais bombardearam-me com o tal banho frio. Achei que estava tudo doido… Mas, durante a estadia na Tailândia e devido ao calor imenso, senti necessidade tomar banho de água fria, para revigorar o corpo após tantos quilómetros caminhados. Durante esse banho, tive uma viagem no tempo aos ensinamentos que recebi sobre os benefícios do banho frio, e resolvi coloca-los em prática ali mesmo. Foi assim uma espécie de download energético.

A verdade, é que ainda hoje e mais de um mês depois, é uma bênção poder usufruir destes benefícios.

Como começar?

Como já disse, tudo o que nos tira da nossa zona de conforto, é por si só um processo, mas também nos dá todo o mérito pelo alcance de algo novo. Portanto, se já tomaste a iniciativa de o começares a fazer, és um(a) guerreir@!

Primeiro que tudo, este banho deve ser matinal. Poderá ser também feito à noite, mas dependendo da energia pessoal de cada um, o efeito estímulo/relaxamento poderá ser mais demorado, levando a uma dificuldade em relaxar e adormecer. Se o fizeres, evita que seja perto da hora de te deitares.

Começa por tomar um duche normal, com água morna/quentinha. Lava todo o teu corpo normalmente. É só no final que deves ir retirando aos poucos a água quente, passando a haver cada vez mais quantidade de água fria, até que termines SÓ com água fria (cerca de 22º).

Por onde começar?

Eu gosto de começar pela cabeça, pois a água quente que está nos cabelos ajuda a diluir a água fria e faz uma cascata natural de água morna, que cai pelas costas e vai arrefecendo suavemente. Depois passo para as pernas, tronco, braços e cabeça novamente (só com água fria agora), e todo o corpo.

Como terminar, é muito importante!

Segundo a teoria que aprendi com a professora Ma Fang, manter os pés quentes é muito importante, pois ajuda a equilibrar as polaridades das energias entre a cabeça (yang – topo – quente) e os pés (yin – baixo – frio), logo um banho frio deve ser tomado desde a cabeça, terminando nos pés, com a diferença de que aqui (nos pés) a água deve voltar a ser quentinha (e não fria!).

O excesso de pensamentos e actividade mental, leva a um aumento de calor no topo do nosso corpo (causando eventuais dores de cabeça, insónias, agitação) e a uma diminuição de calor nos pés (pés frios, dores de garganta, imunidade diminuída). Daí a importância de manter o equilíbrio, terminando com água quente nos pés.

E então quais os benefícios?

A água fria é um estímulo natural para o nosso corpo. Vai aumentar a frequência da nossa respiração, aumentando o nível de oxigénio no sangue, aumentando também a circulação sanguínea por todo o corpo. Todo o nosso organismo é colocado em movimento e regeneração, que se traduz em:

  • Melhoria do bom humor e auto-estima (estimulo dos neurotransmissores cerebrais responsáveis pela produção das hormonas que geram felicidade, bem-estar e motivação)
  • Aumento da concentração (melhoria da oxigenação celular e do transporte de nutrientes pelo organismo)
  • Maior produtividade (sangue e células oxigenadas significam mais energia)
  • Força de vontade aumentada (só o facto de tomar um banho frio, já é uma vitória!)
  • Maior resistência (reduz as dores musculares, inflamações)
  • Diminuição do efeito “pés e mãos frias” (produção de calor interno, criando harmonização)
  • Imunidade melhorada (maior oxigenação equivale a melhor regeneração celular, e maior capacidade de combater agentes externos, como bactérias e vírus!)
  • Auxilia na perda de peso (circulação sanguínea acelerada ajuda a eliminação de toxinas)
  • Melhoria visível da qualidade da pele e brilho do cabelo (ao contrário da água quente que seca a pele e enfraquece o couro cabeludo, a água fria fecha os poros, protegendo a pele naturalmente)
  • E para terminar, o banho de água fria e todo o estimulo energético que produz, é como oferecer um “reset” ao nosso campo vibratório, funcionando como um neutralizador de energias densas.

Pormenores importantes!

O banho frio deve ter a duração de 2 a 3 minutos, no máximo.

Nas mulheres, deve ser evitado durante a menstruação, altura em que todo o corpo se recolhe naturalmente, para compensar a perda de sangue e energia que ocorre neste momento.

Em caso de dúvidas ou existência de problemas cardiovasculares, é aconselhável falares primeiro com o teu médico sobre esta prática e seguir os seus conselhos.

Neste momento de recolhimento que todos estamos a ultrapassar, e todo o processo interior que ele nos proporciona, confesso que há dias em que acordo e tenho uma enorme vontade de fazer como na música do Bruno Mars: “Today I don’t feel like doing anything”, mas depois tomo um banho frio e fico fresca e vibrante como uma flor.

E tu, também tens dias assim?

Vais atrever-te a experimentar este banho frio? Conta-me depois como foi!

Um banho frio por dia, e só tens a vibrar com o bem que te faz(ia)! 🙂

Agradeço a tua presença e desejo-te uma semana muito feliz e cheia de energia.

Com amor, Teresa

Gratidão pela imagem: Bru-nO @Pixabay

2 thoughts on “Tomar um banho frio

As tuas palavras são bem-vindas. Deixa um comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s