Dar o melhor de mim

Na semana passada partilhei contigo a minha visão sobre a mensagem do universo, contida no incêndio da Notre Dame em Paris. E após ter escrito esse texto, comecei a reparar em várias publicações nas redes sociais, sobre a ajuda financeira que estava a ser disponibilizada para a recuperação da catedral, em comparação com a ajuda que Moçambique poderia estar a não receber, face a “não ter uma catedral”.

Moçambique foi alvo de uma tragédia enorme, com imensas complicações após o ciclone “Idai”. É algo tão vasto que me sinto impotente, para conseguir assimilar a totalidade da situação. Como é possível que o universo tenha tal poder, para destruir desta forma?…

Se com o incêndio em Paris senti que há uma mensagem de regeneração de mentalidades, em Moçambique com a destruição do ciclone, a mensagem maior que o universo nos pode transmitir, é a de que agora, mais do que nunca, este é o momento de nos unirmos, de nos entre-ajudarmos independentemente de ser este ou aquele país, este ou aquele continente.

Sermos Um Só

Nós vivemos todos em UM SÓ planeta. Não há como não colaborarmos uns com os outros e de sermos como UM SÓ, sem aquela ideia de oriente-ocidente, norte-sul, preto-branco, melhor-pior.

Quantas mais tragédias, quantas mais guerra vão ter de surgir no nosso único planeta, até que esta lição seja aprendida?

Já imaginaste se o teu coração começasse a achar que era mais importante que os teus pulmões? Ou que os teus intestinos entrassem em guerra com o estômago, só porque este não cumpriu determinada tarefa?… É, não é?… Seria doença na certa. Mas também te recordo, que quando uma doença se manifesta no nosso corpo, é uma oportunidade que a vida nos oferece para começarmos a fazer diferente e a pensarmos no nosso corpo como um todo, para que todo o nosso organismo funcione em equilíbrio novamente.

Sabias que a mais intima intenção da vida no nosso planeta, é a cooperação? Que todos os seres vivos nascem com a intenção de cooperarem uns com os outros, bem como com o local onde vivem?

Tal e qual como a vida se processa no teu corpo (em todos os teus organismos e sistemas), com o planeta Terra o processo é o mesmo, mas de uma forma muito mais ampliada. Todos os ecossistemas devem funcionar em equilíbrio constante, para que a harmonia se manifeste no global.

As tragédias acontecem, as guerras surgem, para que haja um upgrade à nossa consciência e os nossos comportamentos se alterem para melhor. E aqui acredito que o universo não quer que nos unamos uns contra os outros, provocando destruição aqui ou ali, mas sim que nos juntemos em cooperação, com amor e com aceitação para juntos descobrirmos a solução que mais se adequa para uma determinada crise.

Se Paris recebeu de famílias milionárias, donativos de milhares para a reconstrução da Notre Dame, Moçambique recebeu e continua a receber almas fantásticas que se deslocaram até lá, para contribuírem no terreno com o seu trabalho, bem como continua a receber donativos monetários (não interessa se é muito ou pouco) para auxilio naquilo que é mais importante. A seu tempo, tudo voltará a estar em equilíbrio, tudo estará renovado. Porque após a destruição, nada volta a ser como estava antes.

A forma como cada situação de crise no mundo recebe apoio, é importante, mas mais importante ainda é o gesto solidário, é o acto de generosidade com que é feita, pois tudo o que é feito com amor e isento de ego, tem muito mais valor e os seus resultados perduram por muito mais tempo.

Juntos, fazer a diferença

Acredito que todos nós recebemos aquilo que mais precisamos, no momento em que mais precisamos, por mais doloroso que por vezes possa ser. E o mesmo se passa com o mundo inteiro.

Tudo o que damos com amor, recebemos de volta em duplicado. Mas tudo o que damos de outra forma qualquer que seja…, também recebemos de volta…, em duplicado.

E isto dá que pensar… Se no mundo inteiro todos tivessem esta percepção tão simples de como a vida é co-criada, tudo seria muito tranquilo. Mas acredito, que um dia todos iremos lá chegar; basta que cada um de nós faça a sua pequena contribuição diária, para a criação de um novo mundo com uma nova consciência.

A cada novo dia que nasce na tua vida, dá o teu melhor. Agradece tudo aquilo que tens no momento, mesmo que seja pouco. Faz cada gesto, por mais pequeno que seja, com amor e dedicação. Porque mesmo aqueles pequenos gestos, que tu possas achar que são insignificantes, e que não contribuem com nada, sim eles fazem a diferença, sobretudo se forem feitos com a energia pura do amor.

Não importa quem de nós é que faz mais ou melhor. Todos temos qualidades que são únicas. Todos somos importantes na nossa simplicidade natural. Todos juntos fazemos a diferença e colaboramos para um mundo melhor, quando nos unimos para um bem comum. E isto, é o que mais importa! 

Agradeço a tua presença, e desejo-te um dia maravilhoso e em harmonia contigo própri@.

Com amor, Teresa

Gratidão pela imagem: Gerd Altmann @pixabay 

One thought on “Dar o melhor de mim

As tuas palavras são bem-vindas. Deixa um comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s