Vacinas?… Sim, “nim” ou detox?

Quando a minha filha Clara nasceu, a vacina BCG estava esgotada, o que me deixou feliz, pois ainda estava com dúvidas sobre que opção tomar sobre o sim, ou o não em relação à vacinação. Mas no mesmo dia do nascimento, ela recebeu a vacina da Hepatite, sem que me tivessem perguntado se desejava que ela a recebesse ou não. No meio de tantas questões que me foram colocadas em pleno trabalho de parto, a opção vacinação não estava incluída. Na altura fiquei triste, pois eu própria não me lembrei desse pormenor e não tive forma de me manifestar sobre o assunto.

Vacinas, vacinas e mais vacinas…

Não sou manifestamente contra a vacinação. O que me deixa muito desconfortável (e triste!) é ter o conhecimento de que juntamente com o componente principal da vacina, outros mais estão incorporados, e esses sim podem causar danos vários a quem a recebe. Casos não faltam de crianças que ficaram mal, ou com lesões neurológicas após a toma de uma vacina. Para além das vacinas me fazerem sentir que estou a oferecer uma caixa surpresa à minha filha, sabendo que essa surpresa pode não ser agradável, causa-me muita confusão interna observar a rapidez com que novas vacinas surgem no mercado. Quem andará a lucrar com este assunto?… Será de todo benéfico para a criança que faz a vacinação?… Ou será que aqui há interesses paralelos, que fogem ao interesse maior da saúde pública?…

Todo o caminho que tenho percorrido ao longo das curas naturais e ser mãe depois dos 44 anos, tornou-me mais exigente e consciente com a saúde. Mais atenta. Mais criteriosa também. E se o processo da escolha de um pediatra para acompanhar o crescimento e a saúde de um ser delicado que acabou de nascer, é algo complexo, a opção de trocar de pediatra quando não nos identificamos com algo, torna-se ainda mais complexa e delicada. A Clara tem neste momento três anos e mais qualquer coisa, e só no outono do ano anterior eu encontrei a pediatra certa (à terceira foi de vez!). Ela observa a Clara “de fio a pavio”, ouve-me com ouvidos e coração abertos (!) e compreende a minha visão natural e holística da vida. Sobretudo compreende as minhas questões sobre a vacinação. É uma pediatra homeopata, e é também Reikiana (praticante de Reiki).

Alternativa: detox da vacina!

Na primeira consulta, como é óbvio falámos de vacinação (a Clara tinha umas vacinas extra-calendário em falta…). Lembro-me que ela me ouviu atentamente e concordou comigo sobre os malefícios “escondidos” das vacinas. Por outro lado, recordou-me da facilidade que há hoje em dia em viajar para os locais mais distantes da Terra e da facilidade com que vírus e bactérias se propagam devido a esta situação. Senti-me de mãos atadas, pois esta questão das viagens tinha-me passado bem ao lado… E agora? O que fazer? Confio no destino, ou confio nas vacinas?… Ambas opções fizeram-me sentir como uma avestruz que enfia a cabeça na areia… e não era isso que eu desejava para a minha filha.

Entretanto, a pediatra que é um doce de alma sugere-me uma alternativa homeopática. Ou seja, se for feito um detox antes da vacina para preparar o organismo, e outro detox depois da vacina, para limpar os extras indesejados da mesma, o corpo fica só com a parte essencial da protecção que é o que realmente importa e se deseja. Fantástico!!!

Este detox consiste em durante uma semana antes e uma semana depois de fazer a vacina, tomar uma homeopatia especifica. A Clara já experimentou este procedimento e a verdade é que nem febres, nem mal-estares após a tomada da vacina são vivenciados. Tudo se passa de forma natural e tranquila.

Para além de fazer o detox homeopático para as vacinas, a Clara faz também prevenção antes do inverno, com produtos naturais para estimular o sistema imunitário afim de evitar gripes e etc. Com estes processos naturais de cuidar da saúde, as doenças têm se mantido afastadas.

Investir numa saúde mais natural

Enquanto mãe desejo o melhor para os meus filhos, e se com os mais velhos eu aceitava “de olhos fechados” aquilo que me era sugerido, hoje em dia com tantas alternativas mais saudáveis que existem, promovo o bem-estar e a saúde da forma o mais natural possível.

A ti que tens uma criança na tua vida, seja por laços sanguíneos ou de coração, acredito que muitas destas situações tenham já passado pela tua vida. São dúvidas que ficam, são medos que ressaltam, são situações que não se tornam claras, mas quando nos dispomos a procurar o melhor para as nossas crianças, percebemos que cada vez mais existem alternativas naturais e saudáveis, ao nosso dispor.

É tudo uma questão de sabermos exigir o melhor. Questiona. Investiga. Quantos mais o fizerem, mais a saúde se abrirá a nosso favor. Todos nós temos a beneficiar com esta atitude.

Agradeço a tua presença e desejo-te uma semana luminosa.

Teresa

Só um pequeno apontamento: O tempo tem passado e a Clara ainda não fez a BCG, porque ainda não foi chamada para a fazer. O Universo escreve certo por linhas tortas! 🙂

Gratidão à pediatra Dr.ª AB.

Gratidão pela imagem: @buzojesus

As tuas palavras são bem-vindas. Deixa um comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s