No espírito das mezinhas caseiras

Desde muito nova que sou adepta das mezinhas caseiras. Sempre preferi as vias naturais como alternativa para a cura e para uma vida mais saudável, em vez de químicos e outros que tais que muitas das vezes curam uma coisa, mas acabam por prejudicar outra.

Durante o curso de medicina chinesa, aprendi que devemos preparar o nosso corpo para o inverno, para nos proteger de gripes e constipações. E todos os anos tenho o hábito de o fazer, mas…. este ano com o calor que se arrastou até tarde… esqueci-me! Resultado o frio veio de repente e fiquei cheia de tosse (daquelas mesmo aflitivas) após ter andado em t-shirt armada em “super-mulher-com-a-mania-das-arrumações” a limpar o quintal num dia frio em que chuviscou e tudo. Não mudei de roupa após a tarefa e como resultado: uma invasão de imensa tosse! Ainda ataquei com mezinhas que conheço, mas a coisa estava mesmo feia e tive de recorrer ao antibiótico. Que entretanto, não fez o efeito devido e lá voltei eu para a natureza, para a homeopatia e para uma mezinha, desta vez com origem Ayurveda. Só te digo que é muito boa!

E lá vamos nós entrar num post dedicado às mezinhas, que já as nossas avós usavam com muita sabedoria e que continuam fantásticas sendo uma opção saudável e natural para as nossas vidas.

Prevenção é o primeiro passo a dar

Como prevenção de gripes e constipações o chá de canela ou a água morna com limão e mel são fantásticos. O gengibre para mim é dos melhores, mas nem todos gostam do seu sabor.

A canela é anti-bacteriana, antiviral e é um alimento termogénico, ou seja, aumenta o sistema metabólico, ajudando a eliminar o que está a mais no organismo.

A água com limão e mel, é um tónico revigorante que ajuda a purificar o organismo. Protege contra infecções, revitaliza o sangue e ainda traz muitos benefícios para a pele.

O chá de canela é fácil de preparar, pois basta colocar 1 litro de água a ferver, e quando a água começar a fazer bolhinhas, junta-se um pau de canela, retira-se do calor, tapa-se e já está. Pronto para se ir bebendo ao longo do dia. Podes juntar mel para adoçar. Atenção que o mel não deve ser aquecido, pois torna-se tóxico e perde as suas propriedades. Se precisares de aquecer o chá, junta o mel no fim.

A água com mel e limão é ainda mais fácil. Basta colocares algum sumo de limão acabado de espremer (eu espremo o limão directamente para a caneca/copo), juntar um pouco de mel, despejar por cima água quente e mexer bem até dissolver o mel. Normalmente até uso a máquina de café para verter água quente e assim ainda é mais rápido. Este tónico deve ser feito no momento e bebido de imediato, pois o limão oxida e torna-se indigesto.

O gengibre deve ser utilizado fresco (raiz de gengibre), ralando um pouco sobre a sopa já aquecida. Também pode ser adicionado a qualquer uma das sugestões anteriores. O gengibre é conhecido como sendo um antibiótico natural, pelas suas propriedades anti-inflamatórias, é também termogénico e anticoagulante (atenção a quem tem problemas de coagulação sanguínea!). É diaforético, pelo que elimina para o exterior aquilo que está a mais. Atenção ao consumo durante a gravidez, pois pode provocar um parto prematuro.

Quando a tosse e a dor de garganta atacam

No caso de a prevenção não ter sido feita, ou ter falhado por algum motivo, juntamente com uma constipação muitas vezes aparecem as tosses e as dores de garganta.

No caso da tosse, sou fã da cebola. A cebola crua é excelente para limpar e acalmar a tosse, pois absorve todas as impurezas, agindo como anti-bacteriano e purificador do ar.

À noite, coloco perto da cama uma cebola partida ao meio, ou em quatro e é ver aquela tosse que não tem fim a parar em poucos minutos. É excelente nas crianças e mesmo em bebés! Actua assim como uma magia. Se o quarto fica a cheirar mal? Sim, fica! Mas o que é que preferes, um quarto a cheira mal, ou dormir mal por causa da tosse?

A cebola após ser utilizada neste procedimento, deve ser deitada fora, pois ficou contaminada com as impurezas e bactérias e de certo que não vais querer cozinha-la neste estado. O segredo está em usar cebolas pequenas.

Para a dor de garganta, o melhor mesmo é o gengibre numa dose mais reforçada do que aquilo que mencionei mais acima. Se fores corajos@, experimenta colocar na boca uma rodela fina de gengibre e vai chupando como se fosse um rebuçado. A dor e o desconforto na garganta desaparecem quase de imediato.

A minha mais recente descoberta

Neste ataque de tosse que tive, descobri uma maravilha da medicina Ayurveda: o Golden Milk! Descobri também que está a ser um boom de novidade devido não só aos seus efeitos anti-inflamatórios, antioxidantes, anti-cancerígenos, mas também ao efeito detox, tudo devido à presença de curcuma na sua constituição. A curcuma promove a desintoxicação do fígado, uma melhoria do sistema imunitário e alergias, promove a saúde dos pulmões e a purificação do sangue, sendo que contem curcumina que é um flavonoide que age nos processos inflamatórios obtendo uma boa resposta do organismo.

Esta bebida tem uma cor natural dourada lindíssima, está cheia de benefícios para a saúde e é excelente para os pulmões!

Como se faz? Fácil!

  • 1 Caneca de bebida de Coco ou Amêndoa (sem açúcar)
  • 1 Colher de chá de Curcuma (pó amarelo)
  • ½ Colher de chá de raiz de Gengibre ralado
  • ½ Colher de chá de Canela em pó (a receita original indica pimenta preta, mas eu prefiro a canela)
  • ½ Colher de chá de Mel (Agave, Stevia ou outro adoçante natural)

Misturar os ingredientes todos à excepção do mel e levar ao lume, mexendo sempre até começar a libertar vapor. Retirar. Verter para uma caneca, adoçar com o mel e está pronto a consumir.

Deve ser consumido de preferência à noite (ajuda a uma boa noite de sono), ou em jejum  (para um maior efeito detox).

E assim chegámos ao fim deste post, que já vai longo, mas não queria mesmo deixar de te falar no Golden Milk, que estou a amar, nem sem antes te perguntar… e tu, tens alguma mezinha especial que gostes de usar? Se sim, partilha-a aqui no Blog, para que todos possamos beneficiar com ela.

Ainda em relação às mezinhas caseiras, caso elas não estejam a funcionar seja porque motivo for, em caso de dúvida consulto um médico, pois a saúde é um bem precioso e as medicinas em conjunto (natural/oriental e ocidental) complementam-se de uma forma maravilhosa.

Desejo-te um dia luminoso e agradeço a tua presença,

Teresa

Gratidão pela imagem: @teresasalgueiro70

2 thoughts on “No espírito das mezinhas caseiras

As tuas palavras são bem-vindas. Deixa um comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s