Corpo meu, alma minha

Esta semana andei a hesitar em escrever sobre este tema, ou escolher outro, pois o verão já vai a meio, já se fala em “regresso às aulas”, já muitas pessoas vieram de férias…, mas a verdade é que muitas ainda estão a ir, e este é um tema que se encaixa durante o ano inteiro, ou pelo menos deveria.

Todos os anos assistimos ao mesmo bombardear de produtos para emagrecer, produtos que prometem milagres, planos de emagrecimento e muitos mais do mesmo antes de começar o verão. Aí por volta da primavera, que é quando começamos a reduzir a quantidade de roupa e a termos mais corpo à vista, lá vem a publicidade massacrar o espírito, em especial o das mulheres.

E até mesmo eu, que não me posso queixar, dou por mim a olhar ao espelho e a perguntar-me se estará tudo “no sítio”. 😊 Ainda por cima este ano tive um contratempo hormonal à conta de um dispositivo intra uterino (DIU), que me fez engordar quase 5 kg em 3 meses, eu que nem sou de engordar! Normalmente tenho algum cuidado com a alimentação e aqueles 4 kilos e tal teimavam em não desaparecer, antes pelo contrário. Até que numa conversa com uma dietista, me foi dado o alerta para a equação “idade + metabolismo a reduzir velocidade + hormonas DIU” ser algo a ter em consideração. Resultado, DIU retirado e manter a alimentação saudável. Ao fim de alguns meses (cerca de 5) o meu peso está quase onde estava.

Pelo caminho não resisti a recorrer a um produto natural para me ajudar a regressar ao peso normal. Se ajudou? Se teve algum efeito? Não! Tenho cuidado com a alimentação, mas gosto de comer. E sim, de vez em quando cometo excessos com consciência. Ainda por cima sou preguiçosa para ir ao ginásio…! Mas adiante! A verdade é que este ano, como em anos anteriores, chego às férias de verão e na praia admiro as pessoas e o seu à vontade, na maioria com um ar feliz. São um leque vasto de diversidade. Diversidade em estilo, tamanho, cor e forma. Nós seres humanos somos assim mesmo, plenos de diversidade e é isso que faz de nós seres especiais. Não é uma maravilha?

Então porque carga de água é que vêm com publicidade a tentar vender produtos, que prometem o milagre de ter um corpo magro e atlético? Qual é o problema de cada um ser como é? De ser diferente e único na sua existência? Se fossemos todos iguais, tenho a certeza de que não seríamos esta fantástica versão “hand made” pelas estrelas do universo, cheias de talento e beleza interior, e sim uma produção em série, vazia das qualidades que nos caracterizam enquanto seres vivos e humanos. Esse sim, é o verdadeiro milagre – Ser! Sobretudo, ser feliz com o que temos e com o que somos.

Está na hora de colocar um stop aos rótulos que a sociedade tenta implementar, como padrões de beleza. Ao longo dos tempos sempre foi assim uma espécie de “brain-wash”. Umas vezes gordura é formosura, outras vezes ter um corpo magro e sem linhas é que é belo, e volta não volta, o “disco” repete a música. Até uma certa altura, a mulher era a principal visada nestes assuntos de parâmetros de beleza, mas actualmente os homens também já são incluídos. Já te perguntaste a quem interessa este “negócio”? E se queres fazer parte dele?…

Na vida, o importante é sermos felizes. É estarmos bem com a alma. Quando estamos bem e confiantes das nossas capacidades e qualidades, o exterior é secundário. A verdadeira beleza, essa está no teu interior e não há outra igual à tua. É isso que faz de ti um Ser especial e único. Sabias que não há um ADN igual ao teu? 😉 Sim! És mesmo únic@! E isso é tão, mas tão especial…!

Quando nos amamos por dentro, cuidamos do exterior com consciência e amor. Temos uma visão perfeita e linda de nós próprios, da nossa existência e isso é nos mostrado quando nos olhamos ao espelho – o nosso eu interior. É assim como uma onda ininterrupta de amor e reconhecimento das maravilhas que possuímos.

Só para terminar, esta semana ao navegar num site de lingerie fiquei maravilhada com a coexistência de modelos rechonchudas e outras mais magras. São colecções diferentes, mas pertencentes à mesma marca. E o nome da colecção com as modelos cheias de curvas tem o nome delicioso de “Extravagant romance – Stories”. É lindo verificar que a diversidade pode fazer parte e coexistir nos media. É lindo assistir a esta mudança!

Está na hora de “mudar o chip” da nossa consciência e começarmos verdadeiramente a amarmo-nos tal e qual como somos e a cuidar do nosso templo-corpo como ele merece, nutrindo-o de forma saudável e com amor. De dentro para fora.

Grata pela tua leitura.

Desejo-te um dia pleno de amor, amor-interior.

Teresa

Gratidão pela imagem:

2 thoughts on “Corpo meu, alma minha

As tuas palavras são bem-vindas. Deixa um comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s