O meu templo sagrado

Esta semana deparei-me com um post cuja imagem era caricata, mas muito pertinente.

Na imagem estava um doente numa maca a ser transportado. O maqueiro, devidamente protegido com toda aquela parafernália de proteção anti-Covid perguntava: “Tem ideia de como ficou doente?”, ao que o doente respondeu: “Vendo noticias.”

Dá que pensar, não é?

É certo que passamos por momentos únicos e extremamente desafiantes. Dificilmente imaginaríamos tal cenário fora de um écran de televisão, ou cinema. Mas agora que estamos a vivê-lo, não há como fugir.

Estar confinado em casa a trabalhar, estudar ou simplesmente estar seja porque motivo for, não facilita. Há uma tendência para ocupar o tempo de forma rápida e fácil, que recai maioritariamente na televisão. É o chamado consumo fácil, à semelhança do pronto-a-comer.

Sentar em frente da televisão a “ver as notícias”, é uma das opções mais escolhidas. Pois quem é que não quer ficar a par da evolução da situação, na esperança de ouvir uma notícia apaziguadora do sofrimento interior que a sociedade vive?

Ver, ou não ver notícias?….

Mas os media continuam iguais a si mesmos. Continuam a dar destaque às notícias mais sensacionalistas. Aquelas que causam furor nas hormonas da sociedade. Quanto mais empolgantes melhor. Infelizmente, são essas que aumentam as visualizações das mesmas…. (ai… desabafos…)

Sou a favor de se estar a par das notícias. Perceber o que se passa na nossa cidade, país e no mundo, ajuda-nos a estar presentes na vida.

Mas sou ainda mais a favor de ouvir/ler as notícias de forma consciente. Já há muitos anos que deixei de ver noticiários televisivos. Quando muito vejo uma reportagem, se o tema abordado fizer sentido para mim. De resto, ouço as notícias na rádio, em modo condensado (!) e breve, e se desejar saber algo mais profundamente, procuro na web, pois sei que os meus anjos me guiarão para a informação que necessito, ou que estou aberta a receber.

Continue reading “O meu templo sagrado”

Consciência, mesmo num gesto simples

Estamos já em 2021… Céus, como o tempo voa!…

Desejo que te encontres bem e que a celebração das festividades tenha sido acima de tudo, com muito amor e saúde, junto de quem amas e queres bem.

Estarmos bem é cada vez mais uma preciosidade. E muitos de nós já descobriram, que não é preciso ter grandes luxos materiais para nos sentirmos bem, certo? O básico, o confortável, o saudável e bom, é o essencial para o nosso bem-estar diário. Até porque luxo, não tem de ser sinónimo de um grande investimento financeiro, pois pode ser algo tão simples como estar na presença de alguém que nos é muito querido.

Este ano começo com um texto que talvez possa soar a contestação, mas é minha intenção trazer luz à forma de nos consciencializarmos dentro da sociedade em que vivemos.

Buzinar….

Vivo numa ponta desta cidade linda que é Lisboa, mas que é isso mesmo…., uma cidade com toda a sua azáfama. Parece que numa cidade andamos todos um pouco acelerados…

Se há coisa que me incomoda bastante, são as buzinadelas “fáceis” no trânsito e as ultrapassagens “à maluca” de quem vai cheio de pressa para algures. Já para não falar no ruido das sirenes dos veículos prioritários, que nos entram pelos ouvidos dentro, seja a que horas for – vá lá que durante o período noturno, a coisa abranda!

No outro dia, dentro de um estacionamento subterrâneo e por causa de algo tão banal, que já nem me lembro o quê, criou-se uma fila considerável. E eis que alguém se lembra de buzinar…. Oh céus! Por favor!!! Buzinar na rua já é o que é, mas buzinar dentro de um estacionamento…. É o verdadeiro caos para a sanidade dos nossos queridos ouvidos.

Não! Buzinar não resolve nada. Na maioria das vezes só atrapalha. Se tu conduzes, já reparaste que quando há trânsito e se ouve uma sirene ficamos todos tipo baratas tontas a desviarmo-nos sem saber bem para onde. Ok, é necessário por vezes passar com urgência, mas já estava na hora de criarem umas coisas menos barulhentas, não? Basta chamar a atenção do pessoal com um som diferente… não é necessário aquele festival todo de ruído. Também concordas?

Será que é mesmo necessário….?

Continue reading “Consciência, mesmo num gesto simples”

Começar o dia com mais energia, foco e mais luz

Bom dia alegria!

Quantas vezes acordamos sem energia, porque dormimos mal e precisávamos de dormir mais um pouco, ou então temos pela frente um dia cheio de tarefas e situações complicadas/delicadas para resolver, ou simplesmente porque está um dia cinzento e chuvoso?

E o que fazemos nesse momento? Deixamos que essa energia inunde o nosso dia? De todo! Nem pensar.

A energia e a mood com que acordamos, é o ponto de partida para um novo dia. E ninguém quer de forma consciente ter um dia complicado pela frente.

Neste post partilho contigo uma meditação em formato mini (menos de 9 minutos) para que possas começar o dia com mais energia, foco e mais luz acima de tudo, sobretudo naqueles dias em que estás “como o tempo” 😉 e mesmo nos outros dias da tua vida, em que acordas feliz e em paz.

Continue reading “Começar o dia com mais energia, foco e mais luz”

Sentir conforto no desconforto

Bom dia alegria!

Desejo que te encontres bem, assim como todos aqueles que amas.

Hoje partilho contigo um tema simples, no entanto desafiante e pertinente.

Sentir conforto no desconforto…. Como será possível alguém sentir-se confortável numa situação desconfortável? Será que é mesmo possível?

É isso que vamos descobrir aqui hoje. Vem comigo!

Sentir conforto no desconforto

Quando vivemos uma situação desconfortável e não temos como a evitar, o que fazemos? Fugimos? Ignoramos? Ou aceitamos que esta situação que está à nossa frente, traz com ela uma lição para aprendermos?

Muitos de nós irão ignorar e tentar fugir dela, arranjando desculpas. Mas pelo que já aprendi, tudo aquilo que é desconfortável e ignoramos irá voltar novamente, um dia mais tarde sob uma outra perspetiva, até que decidamos enfrentar a situação e evoluir com ela.

Repara no exemplo da flor. Já alguma vez viste uma flor surgir na natureza totalmente desabrochada, plena à luz do sol? Não… claro que não.

Continue reading “Sentir conforto no desconforto”

Meditação Guiada com o Amor Próprio

Bom dia alegria!

Hoje regresso com uma nova meditação guiada. Já há algum tempo que não te trazia uma meditação e desta vez senti um forte apelo a criar uma muito especial para a partilhar contigo.

Vamos navegar nas ondas suaves e generosas do amor próprio. Nesta meditação venho convidar-te para um momento muito relaxante e nutritivo. Um momento só para ti e criado exclusivamente para o teu benefício. Aliás, como todos os posts deste blog o são. A diferença, é que com a meditação guiada, irás beneficiar de um momento de pausa e interiorização só teu, para estimular em ti e dar um boost especial à tua essência do amor na sua versão mais pura e autêntica, o amor próprio.

Hoje, mais que nunca a essência do amor é muito importante e essencial ao nosso bem-estar. O nosso chakra do coração é o responsável pela forma como damos e recebemos amor. Cada chakra está ainda associado a órgãos e glândulas. Sabias que o chakra do coração está associado à glândula timo? E sim, a timo é a grande responsável pelo nosso sistema imunitário.

O amor é a energia que permite que a cura se manifeste. O amor é ainda aquela vibração que nos mantém saudáveis e despertos para um modo de vida mais presente e consciente, levando-nos a viver uma vida mais completa e ativa.

E nesta nova fase das nossas vidas que estamos todos a atravessar, (re)aprendendo a viver e a comunicar, senti que era super importante partilhar esta meditação guiada com o amor próprio.

Que ela te traga um imenso bem-estar é o meu mais profundo desejo.

Desfruta dos próximos momentos:

Continue reading “Meditação Guiada com o Amor Próprio”

Como evitar e lidar com pessoas negativas

Bom dia alegria!

Já todos nós nos cruzámos alguma vez com uma pessoa negativa. Todos nós conhecemos uma ou outra pessoa que nos rouba energia. Sim, roubar energia de outra pessoa é possível! Sabes aquela pessoa que quando sais de ao pé dela te sentes cansad@ e sem energia? É assim que nos sentimos quando nos roubam energia. São os chamados “vampiros” energéticos. Não fazem isso por mal, nem tão pouco têm noção de que o fazem, mas a verdade é que acontece.  

E depois há também aquele amigo, colega, ou familiar que só fala em desgraças e problemas, isto para não falar nos media e nalguns locais públicos (estes para os mais sensitivos).

Como é que os evitamos? Fugir deles pode ser uma boa solução…, mas nem sempre viável.

Não existe um remédio especial, ou uma poção mágica que nos ajude a fugir, ou evitar estar em contacto com pessoas negativas.

Então como evitar e lidar com pessoas negativas? Neste post vamos descobrir o que é a energia negativa e como ela nos influencia e também como fazer para evitar que a nossa própria energia fique afetada por estas pessoas e ambientes.

Continue reading “Como evitar e lidar com pessoas negativas”